As vozes de uma família que já não existe + contexto da fazenda literária (intimidade[s])

3 comentários sobre “As vozes de uma família que já não existe + contexto da fazenda literária (intimidade[s])

    1. thaysminymarques disse:

      Tu bem sabes que gosto bastante do que escreves.
      Este post remeteu-me a todas as vezes em que estive a olhar álbuns antigos, admirada ou não por minha família e suas escolhas.
      Engraçado, as famílias são diferentes, mas as pessoas parecem as mesmas… Instigante pensar.
      E o segundo momento é exatamente o mesmo que pego-me vivendo após esse momento com fotos.
      A vida continua em busca de algo, seja ele aonde for. E um tanto diferente dos outros, com a poesia.

      Grandes abraços, P.
      És grande!

      Curtido por 1 pessoa

      1. P. R. Cunha disse:

        Poetisa,

        O Stendhal dizia que «todas as famílias são iguais, menos a minha». Podemos nos rodear de robôs & máquinas afins, mas enquanto tivermos dentro da caixa craniana o computador de carne seremos imprevisivelmente humanos. De aí a beleza de se ler romances antigos. O tempo muda, o contexto é lá um bocadinho diferente, as roupas — estranhas. Mas observamos as ações das personagens e ficamos com aquela curiosa sensação de eu teria feito o mesmo.

        Com carinho,

        P.

        Curtir

Deixe uma resposta para P. R. Cunha Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s